quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Retrospectiva do Teatro da Barra/ES em 2012

O ano de 2012 também foi muito importante para o Teatro da Barra/ES: lançamos a peça Um pedido de casamento, de Anton Tchekov, primeiramente na Barra do Jucu e, em seguida, na Academia de Letras Humberto de Campos. Essa peça, dirigida por Paula DePaula, foi levada também à EAMES, à Fafi e à Glória.

Apresentação de Um pedido de casamento
Também tivemos o privilégio de apresentar o Auto do Túmulo de Anchieta em dois eventos importantes: em 7 de junho, durante os Passos de Anchieta, e em 4 de outubro, no XV Congresso Internacional de Associação de Teatro Espanhole Hispano-americano (Aitenso), na Ufes.

Apresentação de Auto do Túmulo de Anchieta
Sofremos uma perda no mundo das artes: o falecimento da artista Leda Barreto. Além dos bons momentos e belos trabalhos que ela nos proporcionou em vida, e que ficam em nossa memória, parte de sua obra material foi gentilmente cedida porseus familiares: são os bonecos e cartazes que a atriz e diretora confeccionoue que agora fazem parte de nosso acervo.

Memorabilia Leda Barreto
Além disso, recebemos visitantes em nosso acervo, entre eles os integrantes do filme Entreturnos e as crianças do Espaço Infantil Estrelinha do Mar.

Grupo do filme Entreturnos e Paulo DePaula em frente à sede do Teatro da Barra/ES
Esses foram os destaques de nossas ações em 2012.
Que em 2013 possamos fazer ainda mais e partilhar com você nossas ações.
Feliz Ano Novo!

domingo, 23 de dezembro de 2012

Acervo e Natal

Neste mês de dezembro de 2012, destacamos a visita das crianças do Espaço Infantil Estrelinha do Mar à sede do Teatro da Barra/ES.
 
Elas se entusiasmaram inclusive com os bonecos da artista Leda Barreto.

 

E o Teatro da Barra/ES também participou do congraçamento de Natal dos mesmos pequenos: o diretor Paulo DePaula esteve lá caracterizado de Papai Noel.

Fotos: Zeiza Jorge

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Memorabilia

Recentemente, o acervo do Teatro da Barra/ES foi acrescido com o recebimento de bonecos e cartazes da saudosa atriz e diretora Leda Barreto. A memorabilia foi gentilmente doada pelo esposo de Leda, Braz Galline, e suas filhas – Júlia e Lara B. Venturini.
Memorabilia de Leda Barreto na sede do Teatro da Barra/ES. (Foto: Zeiza Jorge)

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Cancelamento da apresentação em Ponta da Fruta

Devido às fortes chuvas no município de Vila Velha, a direção da Escola Judith Goes e o Teatro da Barra/ES concordaram em cancelar a apresentação de hoje (7/11/12). Outra data será marcada e avisaremos em primeira-mão aqui no blog.

sábado, 3 de novembro de 2012

domingo, 14 de outubro de 2012

Festival de teatro

O VIII Festival Nacional de Teatro Cidade de Vitória teve início ontem - 13 de outubro de 2012 - e segue até dia 21 de outubro com nove peças do Espírito Santo, 21 de nível nacional e duas internacionais, além de atividades formativas.

Clique aqui para ver a programação e mais novidades.

sábado, 6 de outubro de 2012

Auto do Túmulo de Anchieta na Ufes

Apresentamos mais uma vez a leitura de Auto do Túmulo de Anchieta. E dessa vez foi na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes): fomos convidados a fazer parte da programação do XV Congresso Internacional da Associação de Teatro Espanhol e Hispano-americano (Aitenso), com apresentação teatral baseada na farsa à moda de Gil Vicente. Nesse sentido, o texto de Luiz Guilherme Santos Neves casou bem com a proposta do evento e pudemos prestar nossa contribuição com por meio do nosso fazer teatral - com elenco grande e com a banda de congo Mirim Tambor de Jacaranema, que sempre nos acompanha.


A seguir, um vídeo com breves trechos de nossa apresentação.


terça-feira, 2 de outubro de 2012

Auto do Túmulo de Anchieta na Ufes

Nesta quinta-feira (4 de outubro), às 20 horas, o Teatro da Barra/ES apresentará a farsa Auto do Túmulo de Anchieta. Será no XV Congresso Internacional da Associação de Teatro Espanhol e Hispano-americano (Aitenso), realizado no auditório Décio Cunha - IC-II - Departamento de Letras da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), em Vitória.

A peça
De autoria de Luiz Guilherme Santos Neves, Auto do Túmulo de Anchieta é dotada de humor e situações inverossímeis típicas de uma farsa. A peça traz em si um estilo literário à la Gil Vicente (1465 - 1536).

Personagens do passado (como Maria Ortiz, Frei Pedro Palácios e Padre José de Anchieta) e da atualidade (entre eles um trabalhador rural sem-terra, uma socialite e um mestre de banda de congo) se encontram e conseguem tirar bons risos da plateia. Tudo por conta do lançamento de um edital para se concorrer a vagas no túmulo do Padre José de Anchieta.
Grupo Teatro da Barra/ES em cena com Auto do Túmulo de Anchieta
Os candidatos têm que comprovar suas virtudes, mas a Comissão de Notáveis - composta por Maria Ortiz, Frei Pedro Palácios e Mestre Álvaro - consegue ser franca e rigorosa durante a avaliação dos currículos dos candidatos.

Personagens: Cidade de Vitória (Mestra de Cerimônia), Mestre Álvaro, Maria Ortiz e Frei Pedro Palácios (Comissão de Notáveis) e candidatos (Sem-terra, Garota de programa, Político, Traficante, Delegado de Polícia, Socialite, Desfiadeira de siri, Penetra, Paneleira, Mestre de Banda de Congo).

Ficha técnica
Autor: Luiz Guilherme Santos Neves
Diretor: Paulo DePaula
Elenco: Dulce Lodi, Marilena Soneghet, Jaime Nilson, Luiz Claudio Freitas, Homero Galvêas, Roberta Soares, Diogo Monteiro, Walter Filho, Rodolpho Rhor, Keyla Santiago, Ulisses Paulino, Anita Bonadiman, Luan Silva e Paulo DePaula.
Participação: Banda de Congo Mirim Tambor de Jacaranema
Produção e figurinos: Zeiza Jorge

domingo, 30 de setembro de 2012

Calou-se o canarinho

Crônica

Sempre vi em Hebe Camargo um canarinho: sua plumagem, sua agilidade, sua voz... E eis que ontem, calou-se a voz de Hebe Camargo, e neste domingo, 30 de setembro de 2012, todo o Brasil reverencia a pessoa humana que foi essa grande figura brasileira do “show business”, dos últimos dois séculos.

Claro que a TV - da qual foi pioneira e a primeira mulher a ser apresentadora - muito colaborou para a sua popularidade. Mas, “a TV vê tudo”, e ninguém se torna tão amada como Hebe o foi, sem seus atributos. Exatamente, às vezes, até por cometer o que seria algo “politicamente incorreto”, ou um simples, “faux pas” como os seus empurrões no ombro de Luan Santana, quando entrevistado por ela, ao ser lançado nacionalmente como cantor, aos 18 anos.

Sua naturalidade era sua marca. Hebe era Hebe. 
Inconfundível.

Atriz? Sim, uma comediante que, mesmo como tal, (em trecho de peça de Shakespeare), não se continha com as pândegas de Romeu, o humorista Golias, e ela, Julieta, morta, obviamente prendia seu riso – sempre tão solto!

Claro que, por um prisma, isto seria inadmissível para uma atriz. No caso de Hebe, porém, grande parte do público riu com ela, e se acotovelou ao dizer, entre risos: “Hebe não se aguenta. Olha, Julieta morta, e rindo!”.

Não mais veremos Hebe “ao vivo”. Mas seu calor, sua brasilidade, seu amor e dedicação ao trabalho e ao público, resultaram em uma contagiante alegria que perdurará na lembrança e nos brasileirismos que ela criou: “dar um selinho” (um leve beijo na boca), “lindo de viver” - (antes era “lindo de morrer”), e “gracinha”, por exemplo, termo usado por ela para demonstrar carinho especial por alguém.

Assim, Hebe, você continua e continuará conosco, como exemplo de sinceridade, franqueza, amor ao próximo e, como um canarinho, na alegria de cantar e encantar a vida.


Paulo DePaula

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Vídeo sobre Dona Darcy

Na próxima sexta-feira (21/09/12), a TVE (canal 2) exibirá o vídeo "Dona Darcy, matriarca de Barra", no programa Curta Vídeo, às 22h30. O documentário foi produzido por alunos da UMEF Maria Emelina Mascarenhas Barcelos, da Barra do Jucu, por meio do projeto Cinema - Ensino e Difusão da Cultura Cinematográfica, do Instituto Geração, sob a coordenação do produtor cultural Marcos Valério.

“A Dona Darcy é eterna companheira do grupo Teatro da Barra/ES. Sem dúvida que nos acompanha desde 1976, quando de nossas primeiras encenações. Está sempre presente quando nossas apresentações requerem a participação da Banda de Congo. Ela é, portanto, nossa ‘matriarca’”, salienta o diretor teatral Paulo DePaula.

Prestigie:
Entrevista com o produtor Marcos Valério sobre o vídeo "Dona Darcy, matriarca da Barra".
Programa Curta vídeo, da TVE (canal 02).
Dia 21/09 (sexta-feira), às 22h30.
Reprise dia 23/09 (domingo), às 18h30.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Um pedido de casamento

Disponibilizamos a seguir a íntegra da apresentação de estreia da peça Um pedido de casamento, que ocorreu na Academia de Letras Humberto de Campos, Vila Velha, em 06 de maio de 2012. O vídeo foi produzido e gentilmente cedido por Carlos Closs.





terça-feira, 4 de setembro de 2012

Teatro da Barra/ES recebe visitantes

No último dia 23 de agosto, o diretor Paulo DePaula recebeu na sede do Teatro da Barra/ES, na Barra do Jucu, os integrantes do filme Entreturnos, que está sendo rodado no Espírito Santo, sob a direção de Edson Ferreira.

A imagem a seguir foi registrada pelo grupo e gentilmente compartilhada para ficar na nossa memória como um belo dia de amizade e socialização de saberes.

Edson Ferreira (ES), Lorena Lima (ES), Paulo Roque (RJ), Guti Fraga (Nós do Morro), Paulo DePaula (diretor do Teatro da Barra/ES), Janaina Fremer (RS), Markus Konka (ES) e Luiz Miranda (BA). Foto: Marcos Spaghetti.

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Apresentação de Um pedido de casamento

A encenação da peça Um pedido de casamento, de Anton Tchekhov, na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias da Glória foi formidável.


O público se divertiu muito e nós, do Teatro da Barra/ES, nos sentimos melhor ainda por ver que esse trabalho está valendo a pena. A comédia estimula a alegria de viver, o bem-estar, o pensar. Além disso, Um pedido de casamento tem atraído espectadores de diferentes idades por onde o Teatro da Barra/ES tem passado.

Veja a seguir alguns trechos da apresentação.

domingo, 24 de junho de 2012

Um pedido de casamento na Barra do Jucu

O auditório da Brisa na Barra Pousada, na Barra do Jucu, atraiu muita gente interessada em ver a comédia Um pedido de casamento, de Anton Tchekhov, apresentada pelo Teatro da Barra/ES.


Mais uma interpretação bem sucedida dos atores Diogo Monteiro, Dulce Lodi e Paulo DePaula, que arrancaram bons risos da plateia.

Acompanhe a seguir alguns trechos da apresentação.

video

domingo, 17 de junho de 2012

Teatro da Barra/ES com Um pedido de casamento na Barra do Jucu

Próxima sábado, dia 23 de junho de 2012, o Teatro da Barra/ES apresentará a comédia Um pedido de casamento na Brisa na Barra Pousada, Barra do Jucu, em Vila Velha. A peça terá início às 20 horas e será aberta ao público.

Natália (Dulce Lodi), Chubukov (Paulo DePaula) e Ivan Lomov (Diogo Monteiro)

Escrita pelo dramaturgo russo Anton Tchekhov (1860 – 1904), Um pedido de casamento se passa num ambiente tipicamente rural, em que ter posses é algo valioso e digno de disputas. Os personagens mudam seus ânimos rapidamente, à menor menção sobre um bem, móvel ou imóvel. E as discussões travadas em Um pedido de casamento se dão justamente quando o hipocondríaco Ivan Lomov está na casa do viúvo Chubukov para pedir a mão de sua filha, Natália, em casamento.  Chubukov é um senhor muito turrão e Natália herdou o temperamento do pai. Lomov também não dá o braço a torcer.

Prestigie!
Peça de teatro Um pedido de casamento, de Anton Tchekhov, com o Teatro da Barra/ES.
Quando: dia 23 de junho de 2012 (sábado), às 20 horas.
Onde: Brisa na Barra Pousada, Rua Ana Penha Barcelos, 52, Barra do Jucu, Vila Velha - ES.
Apresentação gratuita e livre para todas as idades.

Ficha técnica:
Autoria: Anton Tcheckov
Direção: Paulo DePaula
Elenco: Diogo Monteiro, Dulce Lodi e Paulo DePaula
Cenário: Paulo DePaula
Figurino: Zeiza Jorge
Assessoria de comunicação: Roberta Soares

Mais informações:
Cel.: (27) 9917-2672

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Auto do Túmulo de Anchieta nos Passos de Anchieta


A apresentação da farsa Auto do Túmulo de Anchieta atraiu andarilhos dos Passos de Anchieta, moradores da Barra do Jucu e visitantes do balneário na Praça Pedro Valadares, na Barra do Jucu, durante o primeiro dia da caminhada que homenageia o beato que se referia ao Espírito Santo como “Nossa Terra”.


Foi mais uma experiência motivadora para todos os participantes do grupo Teatro da Barra/ES.

Teatro da Barra/ES e Banda de Congo Tambor de Jacaranema

terça-feira, 5 de junho de 2012

Teatro da Barra/ES apresenta Auto do Túmulo de Anchieta

No primeiro dia da edição 2012 dos Passos de Anchieta, dia 07 de junho (quinta-feira), o Teatro da Barra/ES irá recepcionar os andarilhos na Barra do Jucu com a encenação da peça Auto do Túmulo de Anchieta. Será na Praça Pedro Valadares, a partir das 15 horas.

Escrita por Luiz Guilherme Santos Neves e sob direção de Paulo DePaula, o Auto do Túmulo de Anchieta é uma farsa, com um estilo literário semelhante ao do dramaturgo português Gil Vicente (1465 - 1536).


A peça se desenrola com a apresentação de um edital para preencher vagas no túmulo vazio de Padre José de Anchieta. A mestra de cerimônia, denominada Cidade de Vitória, convoca uma comissão de notáveis (Maria Ortiz, Frei Pedro Palácios e Mestre Álvaro) para avaliar os concorrentes (entre eles um trabalhador rural sem-terra, uma socialite e um traficante). E os candidatos, por sua vez, têm que apresentar currículo que comprove suas virtudes.

Auto do Túmulo de Anchieta é rica em humor e situações inverossímeis, características típicas da farsa.

Personagens: Cidade de Vitória (Mestra de Cerimônia), Mestre Álvaro, Maria Ortiz e Frei Pedro Palácios (Comissão de Notáveis) e candidatos (Sem terra, Garota de programa, Político, Magistrado, Delegado de Polícia, Socialite, Penetra, Desfiadeira de Siri, Paneleira, Mestre de banda de Congo).

Do autor

Em 1609, o padre José de Anchieta, falecido na aldeia de Reritiba, hoje cidade de Anchieta, teve seu corpo removido no ombro de índios para a vila de Vitória, onde foi sepultado num túmulo na igreja de São Tiago, hoje palácio Anchieta.

Logo depois, seus despojos foram retirados do túmulo e enviados para a Bahia. No Espírito Santo ficaria apenas uma tíbia, ainda conservada num estojo no museu da igreja de Nossa Senhora da Assunção, fundada pelos jesuítas em Anchieta. Desde então o túmulo do beato manteve-se vazio, mas conservou sua tradição de monumento histórico, patrimônio cultural do Estado do Espírito Santo.

Este auto tem como inspiração o nobre túmulo de Anchieta, embora tratado com um toque de farsa amena e risonha. Mas eu diria que também com um toque de carinho, sendo, pois, uma farsa amorável.

Luiz Guilherme (Vitória, 18 de outubro de 2005)

Ficha Técnica
Autor: Luiz Guilherme Santos Neves
Diretor: Paulo DePaula
Elenco: Dulce Lodi, Marilena Soneghet, Márcio Filgueiras, Jaime Nilson, Homero Galvêas, Roberta Soares, Diogo Monteiro, Pedro Cogo, Edna Wigner, Fabbyo Leão, Anita Bonadiman, Luan Silva e Paulo DePaula.
Participação: Banda de Congo Mirim Tambor de Jacaranema
Figurinos: Zeiza Jorge

Prestigie:

Auto do Túmulo de Anchieta
Local: Praça Pedro Valadares, Barra do Jucu, Vila Velha.
Dia 07 de junho de 2012 (quinta-feira)
Horário: 15 horas
Livre para todas as idades

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Teatro da Barra/ES na Fafi

O Teatro da Barra/ES esteve na Escola de Teatro Dança e Música Fafi, no dia 31 de maio de 2012 (quinta-feira), e apresentou a peça Um pedido de casamento, de Anton Tchekhov.


A maioria do público era composta por estudantes da própria instituição.


A peça provocou muitos risos, especialmente quando o viúvo Chubukov usava seu bordão – “e coisa e tal...”.  

Discussão de Natália (Dulce Lodi), Chubukov (Paulo DePaula) e Lomov (Diogo Monteiro)


segunda-feira, 28 de maio de 2012

Apresentação de Um pedido de casamento na Fafi

No próximo dia 31 de maio (quinta-feira), o Teatro da Barra/ES apresentará a peça Um pedido de casamento na Escola de Teatro Dança e Música Fafi, em Vitória, a partir das 20 horas.


Um pedido de casamento é uma comédia em um ato, escrita pelo dramaturgo russo Anton Tchekhov (1860 – 1904). A história se passa na residência do viúvo Chubukov, quando o hipocondríaco Ivan Lomov lá chega a fim de pedir Natália em casamento. O ambiente é tipicamente rural e os personagens mudam seus ânimos à menor menção sobre um bem, móvel ou imóvel, pois ter posses é algo digno de disputas. Chubukov é um senhor muito turrão e Natália herdou o temperamento do pai. Lomov também não dá o braço a torcer. Será que esse pedido de casamento se concretiza? Assista à peça Um pedido de casamento para saber.

Serviço:
Apresentação da peça de teatro Um pedido de casamento, de Anton Tchekhov, com o Teatro da Barra/ES.
Quando: 31 de maio de 2012 (quarta-feira), às 20 horas.
Onde: Escola de Teatro, Dança e Música Fafi (Avenida Jerônimo Monteiro, 656, Centro, Vitória - ES
Apresentação gratuita.

Ficha técnica:
Autoria: Anton Tcheckov
Direção: Paulo DePaula
Elenco: Diogo Monteiro, Dulce Lodi e Paulo DePaula
Cenário: Paulo DePaula
Assistência de palco: Fabbyo Leão e Luan Silva
Figurino: Zeiza Jorge
Assessoria de comunicação: Roberta Soares

Mais informações:
(27) 9917-2672 ou 9255-0626

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Teatro da Barra/ES na EAMES

Levamos a peça Um pedido de casamento à Escola de Aprendizes-Marinheiros do Espírito Santo (EAMES) no dia 24 de maio de 2012. 


A receptividade ao grupo foi ótima e o interesse dos espectadores pela história motivou toda equipe do Teatro da Barra/ES.

sábado, 19 de maio de 2012

Teatro da Barra/ES leva novo trabalho à EAMES

O Teatro da Barra/ES sempre faz questão de levar seus mais recentes trabalhos para o teatro da Escola de Aprendizes-Marinheiros do Espírito Santos (EAMES), na Prainha, Vila Velha. Já levamos pra lá as peças Anchieta: Depoimento (durante I Festival Cultural Almirante Tamandaré, em 2006), Auto do Túmulo de Anchieta (em 2009) e o projeto Noite de Esquetes (em 2011).

Dessa vez, vamos apresentar aos marinheiros do Espírito Santo a peça Um pedido de casamento. Será na quinta-feira (24 de maio de 2012), às 19h30.


Comédia de um ato, escrita pelo dramaturgo russo Anton Tchekhov (1860 – 1904), Um pedido de casamento envolve o hipocondríaco Ivan Lomov, que vai à casa do viúvo Chubukov para pedir a mão de sua filha, Natália, em casamento. Mas Chubukov é um senhor teimoso e Natália herdou o temperamento do pai. Lomov também não dá o braço a torcer. Será que esse pedido vai ser consumado?

Ficha técnica:
Autoria: Anton Tcheckov
Direção: Paulo DePaula
Elenco: Diogo Monteiro, Dulce Lodi e Paulo DePaula
Cenário: Paulo DePaula
Figurinos: Zeiza Jorge
Assessoria de comunicação: Roberta Soares

Confira abaixo algumas imagens do Teatro da Barra/ES na EAMES.

Teatro da Barra/ES com Anchieta: Depoimento na EAMES em dezembro de 2006

Apresentação de Auto do Túmulo de Anchieta em 2009

Teatro da Barra/ES levou a Noite de Esquetes para o palco da EAMES em 2011 

A Escola de Aprendizes-Marinheiros do Espírito Santos (EAMES) fica na Enseada do Inhoa, s/n, Prainha, Vila Velha.

terça-feira, 8 de maio de 2012

Estreia na Academia de Letras

O Teatro da Barra/ES fez a estreia oficial de Um pedido de casamento, de Anton Tchekhov, na Academia de Letras Humberto de Campos (ALHC), no dia 06 de maio de 2012, durante mais uma edição do Sarau Domingo Poético.

O público se divertiu bastante com as discussões travadas entre o ruralista Chubukov e sua filha Natália e o caçador Ivan Lomov.

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Apresentação de Um pedido de casamento na ALHC

Todo primeiro do domingo de cada mês é tradicional a Academia de LetrasHumberto de Campos (ALHC) promover o Sarau Domingo Poético, evento que atrai cada vez mais pessoas por ser um espaço inclusivo e de incentivo às artes em geral. O Teatro da Barra/ES sempre prestigia o sarau e também aproveita para apresentar um de seus trabalhos.

Neste mês de maio, no dia 06 (domingo), estrearemos a peça Um pedido de casamento na abertura do Sarau, a partir das 18 horas.

Um pedido de casamento é uma comédia em um ato, escrita pelo dramaturgo russo Anton Tchekhov (1860 – 1904). A história se passa num ambiente tipicamente rural e em que ter posses é algo digno de disputas - os personagens mudam de ânimos à menor menção sobre um bem, móvel ou imóvel. E isso acontece quando o hipocondríaco Ivan Lomov está na casa do viúvo Chubukov para pedir a mão de sua filha, Natália, em casamento.  Chubukov é um senhor muito turrão e Natália herdou o temperamento do pai. Lomov não dá o braço a torcer. Será que esse casamento vai se realizar? Só assistindo à peça Um pedido de casamento para saber.

Prestigie!


quarta-feira, 2 de maio de 2012

Inesquecível noite de pré-estreia

A noite de pré-estreia da peça Um pedido de casamento, com o Teatro da Barra/ES, lotou o auditório da Brisa na Barra Pousada, na Barra do Jucu. 


O público interagiu, riu muito e ficou satisfeito com a comédia do escritor Anton Tchekhov.

Personagens Natália, Chubukov e Ivan Lomov estão sempre a discutir.

Ela descobre o motivo da visita do Lomov

O enredo da peça e as interpretações prenderam a atenção dos espectadores.

Atores Dulce Lodi, Paulo DePaula e Diogo Monteiro

terça-feira, 24 de abril de 2012

Grupo Teatro da Barra/ES interpreta a peça Um pedido de casamento

Na próxima quarta-feira, dia 2 de maio de 2012, durante o encontro do grupo da Terceira Juventude da Barra do Jucu, o Teatro da Barra/ES fará sua pré-estreia da comédia Um pedido de casamento, de Anton Tchekhov. A apresentação será a partir das 20 horas, na Brisa na Barra Pousada, Barra do Jucu, Vila Velha, e aberta ao público.


Já a estreia será realizada no dia 6 de maio (domingo), a partir das 18 horas, na Academia de Letras Humberto de Campos, na Prainha, Vila Velha, compondo parte da programação do Sarau Domingo Poético.

Comédia em um ato, escrita pelo dramaturgo russo Anton Tchekhov (1860 – 1904), Um pedido de casamento se passa num ambiente tipicamente rural, em que ter posses é algo muito valioso, digno de disputas. Os personagens mudam seus ânimos rapidamente, à menor menção sobre um bem, móvel ou imóvel. E as discussões travadas em Um pedido de casamento se dão justamente quando o hipocondríaco Ivan Lomov está na casa do viúvo Chubukov para pedir a mão de sua filha, Natália, em casamento. Chubukov é um senhor muito turrão e Natália herdou o temperamento do pai. Lomov não dá o braço a torcer. Será que esse casal vai alcançar seu intento? Só assistindo à peça Um pedido de casamento para saber.

Prestigie!
Pré-estreia da peça de teatro Um pedido de casamento, de Anton Tchekhov, com o Teatro da Barra/ES.
Dia 02 de maio de 2012 (quarta-feira), às 20 horas.
Na Brisa na Barra Pousada, Rua Ana Penha Barcelos, 52, Barra do Jucu, Vila Velha - ES.
Apresentação gratuita.

Estreia:
Dia 06 de maio de 2012 (domingo), às 18 horas.
Na Academia de Letras Humberto de Campos, Rua 23 de maio, s/nº, Prainha, Vila Velha - ES.
Apresentação gratuita.

Ficha técnica:
Autoria: Anton Tcheckov
Direção: Paulo DePaula
Elenco: Diogo Monteiro, Dulce Lodi e Paulo DePaula
Cenário: Paulo DePaula
Figurino: Zeiza Jorge
Assessoria de comunicação: Roberta Soares

Mais informações:
Cel.: (27) 9917-2672 ou 9255-0626

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Carnaval dos artistas

Esta semana os jornais noticiaram a realização do 25º Baile dos Artistas, que terá como atração principal a cantora Maria Alcina, a qual homenageará a diva do rádio Emilinha Borba cantando famosas marchinhas de carnaval.

Ao se deparar com essa informação, o diretor do Teatro da Barra/ES, Paulo DePaula, correu ao acervo para relembrar o 1º Baile dos Artistas, realizado em 1985, no Clube Saldanha da Gama, em Vitória. Atualmente os carnavais dos artistas têm sido realizados na Estação Porto, Armazém 5 da Codesa, também na capital.

Para registrar o momento saudosista, disponibilizamos imagem do 1º Baile dos Artistas.
À esquerda Glecy Coutinho. Ao microfone: Paulo DePaula. À direita, Luiz Claudio Gobbi (vestido de Tancredo Neves). Clube Saldanha da Gama. Ano: 1985. Paulo DePaula era secretário da Federação Capixaba de Teatro Amador, entidade dos artistas no Estado até a criação e implementação do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões no Espírito Santo (Sated-ES).

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Lançamento de documentário na Grande Vitória

De 26 a 31 de janeiro de 2012 os fãs da Banda Lordose pra Leão poderão prestigiar o documentário de comemoração dos 20 anos do grupo capixaba. Intitulado Lordose pra Leão - Ovídio, o filme tem 50 minutos de duração e conta com participação do cantor e compositor Zé Ramalho.

As exibições do documentário serão públicas e gratuitas e acontecerão, neste mês de janeiro, em Vitória, Vila Velha e Cariacica.

Acompanhe a seguir a programação, disponibilizada pelo diretor do filme, Sérgio de Medeiros.

JANEIRO:
DIA 26 - 20h - CINECLUBE COLORADO - BAR DO PANTERA
AVENIDA CEL. OLÍMPIO CUNHA, 33 - CAMPO GRANDE - CARIACICA.

DIA 27 - 21h - BAR NOSSO CANTINHO
RUA ANA PENHA BARCELOS, 23, BARRA DO JUCU - VILA VELHA.

DIA 28 - 19h30 - KALUA BAR
RUA MARIA BÁRBARA DE OLIVEIRA, 495, JARDIM CAMBURI, VITÓRIA.

DIA 29 - 19h30 - COCHICHO DA PENHA
AVENIDA ANÍSIO FERNANDES COELHO, 1730, JARDIM DA PENHA, VITÓRIA.

DIA 30 - 19h30 - BAR DO HENRIQUE
RUA ALEIXO NETTO, 574, PRAIA DO CANTO, VITÓRIA.

DIA 31 - 19h30 - ARRUAÇA - BAR DA ZILDA
RUA MARIA SARAIVA, PRÓXIMO À ESCADARIA DA PIEDADE, CENTRO, VITÓRIA.

EQUIPE TÉCNICA:

PRODUÇÃO E PESQUISA
HELIO TEIXEIRA DE LIMA

PRODUÇÃO DE FINALIZAÇÃO
LUCIANO GUIMARÃES CABRAL
GABRIELA RODRIGUES
MARIANA PRETI

TRADUÇÃO DAS LEGENDAS PARA INGLÊS E ESPANHOL
PAULO DEPAULA

CRIAÇÃO DE ARTE
MARCIO VACCARI

ARTE GRÁFICA
GUILHERME BENDINELE

DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA
SERGIO DE MEDEIROS

EDIÇÃO DE SOM E IMAGEM
B.M. ROSEMBERG

DIREÇÃO E ROTEIRO
SERGIO DE MEDEIROS

APOIO:
TEATRO DA BARRA
AVIVAR
EDSON PAPO FURADO
CERIMONIAL LE ZILDE
LOBOS DO SAMBA
SPEED GRÁFICA